Pesquisadores conseguem usar WiFi para carregar dispositivos eletrônicos

Cientistas da University of Washington publicaram um artigo em que relatam ter conseguido carregar a energia de dispositivos eletrônicos usando sinal de WiFi, aquele que sai de roteadores de rede sem fio.

Sinais de rádio WiFi são uma forma de energia, mas, normalmente, o que os equipamentos usam são apenas as informações neles contidas. A voltagem do sinal é próxima à quantidade de energia necessária para operar certos dispositivos.

O grande problema é que os roteadores enviavam sinais de forma intermitente, ou seja, com intervalos, e isso fazia a voltagem cair e subir conforme a transmissão era feita. Para garantir energia contínua, os pesquisadores incluíram ruído nos intervalos sem sinal.

Como passe de mágica

Isso não interferiu na transmissão das informações e foi possível alimentar diversos dispositivos, como uma câmera VGA Omnivision – que funciona com energia reduzida. No esquema proposto, a energia do sinal WiFi é acumulada em um capacitor e, quando se atinge um certo valor, o dispositivo passa a funcionar.

A 5 metros do roteador, a câmera conseguiu acumular energia para tirar uma imagem a cada 35 minutos. Em outro experimento, bem mais prático, o esquema conseguiu recarregar um JawBone UP24, uma pulseira que mede dados de exercícios físicos, em 41% de sua carga em duas horas e meia.

Para os cientistas, o experimento pode trazer a "internet das coisas" à vida, já que uma das principais dificuldades em incluir dispositivos de comunicação em aparelhos do dia a dia era como alimentá-los sem precisar de uma tomada. A nova tecnologia, chamada de Power over WiFi (energia por sinal WiFi) usa aparelhos comuns, os roteadores, para carregar remotamente os equipamentos.

Veja Também
Deixe Seu Comentário